Passos por vir

Arte: Beija-me e cala-me
por Carlos Saramago

Passos por vir


Um dia voei 
Até ao Céu que me roubaste
Para encontrar os passos que percorremos.

Um dia beijei
Os lábios que me mentiram
Para esquecer o frio da prisão onde me esconderam.

Um dia fugirei
Atravessarei a porta 
Que tenta cerrar-me os lábios e calar-me o sentir.

E nesses dias,
Passados ou futuros,
Só as respostas me faltam, às perguntas que não fiz.

Dulce Morais

4 comentários:

  1. Quem sabe achando os rastros dos passos percorridos, encontramos também as perguntas que relutamos camuflar.

    Tanto a arte "Beija-me e cala-me", quanto o poema " Passos por vir" , nota mil.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem sabe encontrando as perguntas, aceitamos também as respostas que não queremos ver...

      Obrigada, querida Clau!

      Excluir